Crea-SP vai fortalecer associações de profissionais

Colégio de Entidades de Classe cria 13 comitês para propor inovações

O Crea-SP realizou na tarde desta quarta-feira (04/04), no auditório da Sede Angélica, sua sétima reunião do Colégio de Entidades de Classe (CDER-SP). Segundo o Presidente do Crea-SP, “o Colégio de Entidades de Classe paulista é uma das experiências mais bem-sucedidas da nossa gestão, porque é nas centenas de associações de profissionais de Engenharia e Agronomia espalhadas pelo Estado que nascem as demandas técnicas e políticas que convergem para o bem-estar da sociedade”.

Na ocasião foram abertos os trabalhos dos treze comitês criados para discutir os mais diversos assuntos da Engenharia e da Agronomia e, ao mesmo tempo, propor novas ações de fiscalização do exercício profissional e de valorização das categorias do Sistema Confea/Crea. Os comitês que começam a trabalhar nessa linha de são os seguintes:

– Comitê de Organização e Estruturação;
– Comitê de Apoio à Fiscalização do Crea-SP;
– Comitê de Desenvolvimento Paulista;
– Comitê de Legislação Profissional;
– Comitê da Frente Parlamentar Estadual;
– Comitê de Educação, Ética e Exercício Profissional;
– Comitê de Ciência, Tecnologia e Inovação;
– Comitê da Lei da Caderneta de Obra;
– Comitê de Inspeção Predial;
– Comitê de Convênios e Parcerias Crea-SP/Entidades;
– Comitê de Combate e Prevenção de Incêndio (Lei nº 13.425/2017);
– Comitê de Assistência Técnica Gratuita;
– Comitê de Comunicação e Publicidade.

O Crea-SP criou o CDER em 2010, mas o projeto esteve praticamente inativo entre 2012 e 2015. A retomada ocorreu no início do ano passado, quando o Presidente do Conselho, Eng. Vinicius Marchese Marinelli, determinou o seu desarquivamento, até o advento de uma Decisão Plenária (PL nº 417/2017) que aprovou a criação do fórum consultivo em São Paulo, estabelecendo novos critérios para credenciamento das Entidades de Classe. Podem integrar o CDER entidades municipais, intermunicipais e estaduais representativas das profissões jurisdicionadas pelo Sistema Confea/Crea e credenciadas junto ao Crea-SP.

“Com o resgate do CDER-SP as Entidades de Classe terão o nosso total apoio” – garante o Eng. Vinicius Marchese Marinelli. Segundo o presidente do Conselho, “das 107 metas propostas no nosso Planejamento Estratégico, já aprovado pela Diretoria, muitas delas estarão focadas no trabalho das associações de profissionais, pois é lá que nasce o Sistema Confea/Crea”.

Simultaneamente à reinstalação do CDER em São Paulo, outros nove Regionais passam a ter o mesmo fórum consultivo em seus Estados.

Produzido pelo Departamento de Comunicação e Eventos do Crea-SP – DCEV

Edição de texto: Jorn. Guilherme Monteiro.

Colaboração: Felipe Marques – Estagiário de Jornalismo (fotos).

Claudio Porto – Estagiário de Jornalismo.

Carina Yazbek – Estagiária de Publicidade e Propaganda.