CDER realizou reunião extraordinária em São Pedro

Colégio lançou sua primeira ação de comunicação em massa no Instagram

Nos dias 31 de agosto e 1 de setembro, o Crea-SP realizou no Hotel Fonte Colina Verde, em São Pedro, a reunião extraordinária do Colégio de Entidades Regionais – CDER-SP, integrando mais de 200 representantes de entidades de classe e instituições de ensino do Estado.

Na solenidade de abertura do encontro, compuseram o dispositivo de honra, ao lado do presidente do Crea-SP, Engenheiro Vinicius Marchese Marinelli; o prefeito do município de São Pedro, Helio Donizetti Zanatta; o presidente da Câmara do Município de São Pedro, Cássio Capellari; o coordenador do Colégio de Entidades Regionais – CDER-SP, Engenheiro Mamede Abou Dehn Junior; o presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de São Pedro e Região, Engenheiro Eric Storani; o coordenador adjunto do CDER-SP, Engenheiro Renato Archanjo de Castro; o conselheiro federal suplente Carlos Eduardo de Souza; e o chefe de gabinete do Crea-SP, Daniel Montagnoli Robles.

“Senti a dinâmica da mudança que o presidente Vinicius está promovendo no Crea-SP e notei que, pela sua estrutura, o Conselho era um gigante adormecido, que precisava ser acordado para a modernidade de que este país necessita”, ressaltou o prefeito Zanatta, apresentando um vídeo institucional da estância turística situada no aglomerado urbano de Piracicaba que mostrou, entre outras informações, que a população de 35 mil habitantes dobra aos finais de semana recebendo visitantes de todo o Estado.

“O associativismo é uma organização civil que se propõe a desenvolver um trabalho para um grupo de pessoas. Meu maior orgulho hoje como presidente do Crea-SP é justamente conhecer profissionais como vocês são, as iniciativas que vocês têm, a disposição mostrada a cada vez que o Conselho precisa de vocês”, disse o presidente Vinicius, acrescentando: “A gente vem buscando trazer o poder público para todas as nossas iniciativas, porque afinal trabalhamos para a sociedade. Nunca nos aproximamos tanto da administração pública como agora, porque entendemos que não há a mínima possibilidade de uma administração ser bem-sucedida sem a presença da área tecnológica”.

Na oportunidade, como forma de compensação para a emissão de carbono decorrente da realização do evento, o Crea-SP fez a entrega simbólica ao prefeito das 300 mudas de árvores que serão doadas à municipalidade de São Pedro, bem como de uma placa de homenagem pelo feito.

As apresentações foram iniciadas pelo Comitê de Comunicação do CDER e seus integrantes, engenheiros Fernando Henrique Junqueira Franchi Trinca e Leandro Azeredo Fogaça, que falaram sobre as boas experiências do Colégio nas redes sociais, com ênfase no Instagram.

“Estamos lançando hoje nossa primeira ação de comunicação em massa pelo nosso perfil no Instagram: @cdersp. Curtam e compartilhem as nossas publicações, sempre marcando a hashtag #cder2019”, complementou o coordenador Mamede.

Coordenador e coordenador-adjunto também orientaram os participantes sobre as ações de divulgação das entidades, especialmente no tocante aos modelos de outdoor e cadernos técnicos.

A superintendente de Fiscalização, Eng. Maria Edith dos Santos, fez uma apresentação do trabalho desenvolvido pela equipe da Supfis, com ênfase nas ações especiais que o Crea-SP vem fazendo para acompanhar as atividades técnicas que envolvam a responsabilidade de empresas e profissionais registrados.

Na sequência, o coordenador do CDER-SP abordou assuntos como as inscrições para o Crea Jovem por meio das entidades de classe, bem como o atendimento aos convocados para a 76ª SOEA.

Após a apresentação do livro de arte em celebração aos 85 anos do Conselho (do qual serão impressos três mil exemplares para distribuição em evento comemorativo a ser realizado em dezembro) por José Eduardo, representante da Editora SOMA, os participantes dividiram-se pelos 19 comitês temáticos do CDER-SP.

No domingo, dia 1º, os participantes debateram a exigência da ART de projeto e execução das prefeituras municipais no protocolo do projeto, com orientações do Crea-SP sobre esta exigência, posição das entidades e o desenvolvimento de ação conjunto Crea/CDER/Entidades e prefeituras. O debate foi conduzido pelo coordenador-adjunto do CDER-SP e pelo Gerente Regional Eng. Kledson Turra.

Na sequência, o mentor coach engenheiro Ronaldo Patriota, ex-presidente do Crea-AL, apresentou a palestra “Coaching na Engenharia”.

“Qual é a essência da engenharia? Resolver problemas. Então, vocês engenheiros são coachs: identificam problemas, formulam perguntas e encontram respostas”, provocou Patriota, que ressaltou que “só o conhecimento técnico não o torna um engenheiro de sucesso; precisa acompanhar a evolução tecnológica”.

O engenheiro destacou ainda a crescente insatisfação das pessoas com as suas situações atuais de vida, bem como o expressivo número de engenheiros atuando em outros setores da economia. “Muitas pessoas revelam que não fizeram escolhas, não planejaram nada”, criticou.

O encerramento foi feito pela coordenação do CDER-SP junto com o coordenador do colegiado no Paraná, Engenheiro Danilo Giampietro Serrano (foto acima, à direita).

A reunião ordinária de agosto do CDER-SP foi realizada no último dia 7, quando destacou-se o crescente interesse das entidades na apresentação dos termos de fomento junto ao Crea-SP e foram apresentados os cadernos técnicos “Normas técnicas aplicadas na construção de edifícios” e “Cuidados na aplicação de fios e cabos para instalações elétricas prediais”, desenvolvidos pela União das Associações de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Centro Norte – Unacen. Acompanhe os trabalhos desenvolvidos pelo CDER-SP neste link.

Produzido pelo Departamento de Comunicação do Crea-SP

Reportagem e fotos: Jornalista Perácio de Melo – DCOM/SUPGES