Três anos de CDER-SP

O Colégio de Entidades Regionais de São Paulo (CDER-SP) completou, no dia 5 de junho, três anos de sua instalação pelo Crea-SP. Constituído por 180 associações municipais, intermunicipais e estaduais de Engenharia, Tecnologia e Agronomia do estado de São Paulo, o CDER-SP representa as profissões fiscalizadas pelo Sistema Confea/Crea e registradas no Crea-SP.

Coordenado atualmente pelo Engenheiro Civil Cassius Gomes Cancian, o CDER-SP é um fórum consultivo do CREA-SP criado para discutir assuntos de interesse dessas profissões, propor projetos normativos, além de debater e propor políticas de formação, especialização e atualização de conhecimentos. “Todas essas ações são fundamentais para os profissionais representados e foram realizadas durante todos os três anos de atuação do Colégio”.

“Hoje, me sinto honrado em ser o coordenador interino, função que exerço desde fevereiro de 2020. Para mim, é muito importante ter participado de diversos eventos e ações relevantes, como o 9º Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea e Mútua, que foi realizado no início da minha gestão”, declara Cancian.

Participativo

O coordenador ainda elenca algumas das ações importantes e recentes do CDER-SP em que participou, como a reunião em que se discutiu termos de fomentos e orientações para os presidentes das entidades de classe e a prática de ações ambientais sustentáveis, entre outros debates de temas significativos.

A vice-presidente no exercício da Presidência do Crea-SP, Engenheira Lenita Secco Brandão, destaca que, por meio das Entidades de Classe, o Conselho consegue elevar o nível da valorização profissional, fomentando a realização de eventos, cursos e palestras nas diversas regiões do Estado. “Além disso, nas associações conseguimos colocar em prática um processo de qualificação constante dos nossos profissionais registrados, preparando uma profissão que evolui na velocidade das novas categorias. Eu que atuo há 25 anos na Associação dos Engenheiros, Agrônomos e Arquitetos de Americana, reconheço que as ações dessas entidades valorizam a qualidade do trabalho realizado pelos profissionais da área tecnológica, garantindo, consequentemente, mais segurança para a sociedade”, afirma.

Produzido pela CDI Comunicação